Início » Notícias

Palhoça’s Bar – quase um “ponto missionário” (Novas fotos)

1 de outubro de 2011 12 Comentários

O Palhoça’s Bar, é um tradicional reduto da boemia campograndense, ponto de encontro de artistas, músicos, poetas e formadores de opinião da cidade. Todas as noites o bar apresenta um estilo diferente. Na 3a feira é noite de “jovem guarda’; na 4a feira é samba e pagode; na 5a feira chamamé, guarânias e polcas (ritmos típicos da cultura local) e na 6a feira MPB antiga (samba-canção, bolero, etc), e no sábado, é a noite do romantismo.

O Palhoça’s está se tornando agora também uma espécie de extensão dos frequentadores da Capela nas noites de 6a feira. Após uma bênção dada no bar pelo Rev. Calvani, o proprietário (“Bicudo”) nos convidou a sempre que estivermos presentes, fazer uma oração, ler um salmo e dirigir uma breve mensagem aos frequentadores. Na noite de 30 de setembro, mais uma vez nos reunimos no Palhoça’s. Keila cantou tangos e boleros, Rev. Calvani leu um salmo, orou e ainda cantou algumas canções.

O grupo que toca às 6as feiras é formado somente por senhores aposentados (advogados, dentistas, desembargadores, jornalistas, arquitetos, professores, etc), vários ligados à Grande.’. Loja.’. e com carisma próprio de incentivar a cultura e as artes. Este grupo já confirmou que estará participando da missa no dia 13 de novembro em nossa Capela, cantando e tocando MPB, antes, durante e depois da celebração. Pierri Adri passará a divulgar as atividades da Capela na Revista Destaque (circulação estadual) e Edson Contar, declamará também no dia 13, no momento da orações, a sua “Ave Maria do Pantanal”, que recentemente recebeu um prêmio da UNESCO.

Seria esse um futuro ponto de encontro para a missão? É preciso compreender que em muitos centros urbanos, é enorme o número de pessoas com resistências a qualquer forma de cristianismo institucionalizado, e não adianta imaginar que voltarão facilmente a frequentar uma Igreja. É hora de a Igreja ao encontro deles; afinal, como diz o poeta, “todo artista tem de ir aonde o povo está”.

Confira fotos abaixo:

 

 

 

Keila (en)cantando

  

 
Rev. Calvani
(“no peito dos desafinados também bate um coração…”)
 
 
 
 
 
 
 
 
Ave Maria do Pantanal
Edson Carlos Contar
Nhá Maria, mãe de Jesus…
Obrigado pelo dia,
Pela lida, pela vida,
Pela bóia e o tereré…
Obrigado pelo abrigo,
Pelo peão que comigo
Vai em comitiva com fé.
Que vosso filho amado
Perdoe o alongado,
Um marruá tão sozinho…
Mandai um anjo arribador,
Em nome de Nosso Senhor,
Trazê-lo de volta ao ninho.
E que o irmão carvoteiro
Tenha Deus como ponteiro,
Para guiar seu caminho.
Peço também à Senhora,
Que proteja a passarada
E toda essa bicharada
Desse imenso Pantanal….
E que em nossos ranchinhos
Habitem vossos anjinhos
Nos protegendo do mal.
Abençoai o fazendeiro,
O peão de boiadeiro,
O cantador, o violeiro,
E também o visitante.
Que se preserve a vida,
Nos rios e nos corixos,
Seja na cheia ou vazante…
E quando do anjo lá em cima
O berrante eu escutar,
Vou pro outro paraíso,
Na comitiva do juízo,
Para sempre, descansar…
Levai ao Pai minha prece,
E dizei que a gente agradece,
A Ele que nunca esquece,
Desse bendito lugar.
Amém…
*´Vocabulário Pantaneiro:
Nhá: Senhora,
Dona Lida: Labuta, trabalho
Tereré: Mate com água fria
Comitiva: transporte do gado pela região
Alongado: Fugidio- que foge para o mato
Marruá: Gado que extravia e se torna selvagem
Arribador: Que vai atrás do gado extraviado
Carvoteiro: preguiçoso
Ponteiro: Peão que vai à frente da comitiva – Guia
Conheça o blog do Edson Contar, suas poesias e suas músicas:
http://www.matogrossodosul-ondeanaturezacanta.blogspot.com/

12 Comentários »

  • IVALDO CORREIA disse:

    Caro irmão e Revdo. Calvani
    Graça e Paz

    Sabes o quanto admiro teu trabalho em Campo Grande, mas tenho medo que certos modismos como este que hoje apresentas possa realmente elevar o nome da IEAB como Igreja e não venha a transforma-la em uma Igreja do Palhoças Bar’s.

    Com todo o meu carinho por ti e teus familiares
    Ivaldo+

  • admin (author) disse:

    Querido Rev. Ivaldo,

    Obrigado por seu constante apoio e por esse lembrete. Certamente, nosso desejo não é esse, e talvez seja até mais ousado – atingir não apenas o Palhoça, mas também outros lugares, pois há diversos espaços que nunca quisemos ocupar, e ficamos só esperando que as pessoas venham à Igreja.

    Aliás, quando chegar o Advento, estamos pretendendo até fazer um momento no Palhoça’s só com hinos natalinos… quem sabe dê certo fazer também em outros lugares.

    abraços do amigo,
    Calvani

  • Carlos José disse:

    Caro Calvani
    “Saiu o semeador a semear”.
    Aprendi com o Bispo Sherril que para comunicar melhor as parabolas nós precisamos atualiza-las no tempo de hoje.
    Quem sabe hoje diríamos:
    “Saiu o proclamador a proclamar.
    Ele proclamou a palavra no meio dos que estavam no bar.
    Depois proclamou a palavra entre os que estavam na praia.
    Passou entre os que estavam nos escritórios trabalhando.
    E foi em muitos outros lugares em que ninguém ousou proclamar que Deus ama de igual modo a todos, e disse que cada um deles poderia ser uma boa terra para ali a Sua Palavra germinar.
    Só dependeria de uma decisão pessoal, do encontro de cada um deles com Deus.
    Aí, então, Aquele que tem o dom da vida faria a semente germinar, pois esta tarefa não era do Proclamador.”
    A ação primeira tem que ser a de “sair”
    Bom ânimo e vontade de sair.
    Que Deus te abençoe.
    Carlos José

  • Revd. Mário Ribas disse:

    Caro colega

    Como já te disse antes, essa experiência de vocês em Campo Grande é um ótimo exemplo daquilo que é a igreja emergente. Se o povo não vai à igreja, a igreja vai até o povo, não para fazer proselitismo, mas para criar comunidades, construir relacionamentos nos moldes de Jesus. Na cidade do Cabo, no mês de Dezembro os djs nos bares à meia noite começam a tocar um ou dois hinos natalinos, isso é influência do anglicanismo onde não há espaço para a dicotomia entre sagrado e profano, mas em tudo podemos fazer aquilo que é bom emergir. É hora da igreja sair desse mosteiro que ela própria criou, e seguir o exemplo de Jesus que passou o seu ministério construindo comunidades e relacionamentos em lugares, e com pessoas consideradas muitas vezes “inapropriadas”. Hora de resgatarmos aquele velho lema da IEAB “Igreja a gente vive!”.
    Grande abraço e conte com o nosso apoio!

    Rev. Mário Ribas

  • +Jubal Neves disse:

    Querido Calvani, não vou escrever muito nem te enviar elogios.Mas quero tre dizer que me fez muito bem tudo isso que está ocorrendo, e estás dando uma oportunidade para os anglicanos serem relevantes aí em Campo Grande. Eu vou melhorando e me preparando para servir ao Senhor como Ele quiser. Um abraço a todos, tríplice e fraterno, com orações pelo ministério aí.
    Bispo Jubal

  • Glauco S. de Lima disse:

    CAro Calvani,
    Encantado estou pelo teu esforço de levar a igreja até aonde o povo está. Você me entusiasma. Que outros casos como o do Palhoça Bar se multipliquem. Aí vejo missão no futuro,pois as formas tradicionais de nossa vivência e apresentação estão ultrapassadas.
    Abraços do bispo +Glauco

  • Jéssica Calvani disse:

    Adorei a idéia. As fotos mostram a alegria de todos ao se reunirem de forma despojada e ainda sim buscarem a fé em Deus.
    Gostaria de estar aí junto de voces.
    beijos

  • admin (author) disse:

    Caro Rev. Calvani, paz e bem!

    Nós, Paróquia São Paulo Apóstolo, estamos mergulhados exatamente na área mais “agitada” de Santa Teresa.

    Próximo de nós há vários bares, “pubs” e lojas de artesanato. Como vocês, marcamos nossa presença em meio à multidão de jovens que passeiam por aqui nas noites de quinta, sexta e nos finais de semana.

    Mantemos nosso templo aberto e é impressionante a quantidade de pessoas que entram para ORAR, com muito respeito e reverência pelo espaço sagrado.

    Como vocês, percebemos a simpatia das pessoas para com a Igreja, mas também o receio de vinculação institucional. Esse fenômeno começa a ser observado em vários grandes centros urbanos no mundo.

    É hora da Igreja rever seus paradigmas sobre “membresia” por exemplo, além de outros paradigmas que já foram úteis para a Missão, mas hoje são inadequados.

    Que Deus siga abençoando ricamente o ministério de vocês.

    Rev. Luiz Caetano, ost+
    Pároco de São Paulo Apóstolo
    Santa Teresa, Rio de janeiro, RJ.

  • admin (author) disse:

    Parabéns, querido irmão!
    Fiquei super feliz com essa notícia!
    É a Igreja indo ao povo!!!

    Revda. Jocineia Saldanha Perpetuo
    (Rio de Janeiro)

  • admin (author) disse:

    Querido amigo e professor, Rev. Calvani, parabéns pelo trabalho e parabéns por esse espaço que surge também não somente como ferramenta para divulgar a presença da igreja Anglicana em Campo Grande, mas também para a evangelização.

    Sou um grande entusiasta e profundo admirador do teu trabalho e da tua pessoa. Você é homem de brio e caráter, ára mim inquestionáveis. Admiro a sua honradez, e tiro o meu chapéu para a sua coragem, esforço e tenacidade.

    Faço minhas as palavras do nosso amigo, o Rev. Caetano, quanto à rever os paradigmas da igreja, principalmente sobre membresia.

    Continue firme na missão que o Senhor lhe concedeu. A minha oração é para que o Altíssimo continue abençoando sempre e cada vez mais o seu trabalho, ministério, pessoa e família.

    O Senhor te abençoe e te guarde, hoje e sempre.
    Tenha um maravilhoso e abençoado domingo, e uma semana cheia do Espírito do Senhor!!!

    Austri (Vitória, ES)

  • Berenice Guedes disse:

    Reverendo, cada vez mais vejo que o senhor põe em prática o que nos disse Jesus: “IDE…” É este o trabalho pastoral que queremos: que o Pastor busque as ovelhas aonde quer que elas estejam!!! Pode ser na casa de Zaqueu; na coletoria de impostos; na casa de Lázaro, Maria e Marta; no fundo do abismo como a ovelha perdida; na festa de casamento de Caná!
    Que o Deus de Amor a quem servimos envie sobre o senhor e seu trabalho o “Espírito Santo em porção dobrada!” E que muitos Pastores saiam de suas Sacristias e seus Escritórios onde se acomodam à espera de quem os procure e vão em busca do Povo de Deus! A Palavra é “IDE!!!”… e “A minha Palavra não voltará para Mim vazia!”

    Reverendo, ao ficar bem o suficiente para viajar, irei até a Missão, se Deus assim o permitir! Quero “beber nesta fonte” e me colocar cada vez mais à disposição de nosso Deus, para servi-Lo aonde Ele me enviar!

    Quero também estar aí em uma 6ª feira para conhecer os “Tios”!!! E juntos cantarmos “para a Maior Glória de Deus!”

    Envio ao senhor, à Comunidade e aos tios o meu abraço e orações, mesmo sem os conhecer pessoalmente.

    Recebam o carinho e o Amor Fraterno desta que um dia recebeu o Nome Simbólico de ESPERANÇA…

    No amor que Jesus nos ensinou,
    Berenice.

  • Berenice Guedes disse:

    Em tempo, fiquei comovida com “Nhá Maria, Mãe de Jesus!”

    Percebe-se que o autor é um coração cheio de Fé…

    Louvado seja Deus!
    Berenice.

Deixe o seu Comentário!

Deixe o seu comentário em baixo. Pode seguir os comentários através do RSS Feed.

Seja educado, não insulte e não faça offtopic. Obrigado.

Pode utilizar as seguintes tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie um em Gravatar.com.