Início » Hinário Episcopal I

Hinário Episcopal I

 

A experiência cristã na tradição anglicana, antes de ser doutrinária é,  basicamente litúrgica. É através dos ritos litúrgicos que celebramos os mistérios da fé e somos, gradativamente, transformados e crescemos no conhecimento do amor de Deus e de seu Filho Jesus Cristo e também no conhecimento de nós mesmos.

A liturgia anglicana acompanha um ciclo que se renova anualmente, começando pelo Advento (4 domingos antes do Natal), celebrando o Natal e os domingos seguintes, a Festa da Epifania e os domingos que a seguem, a Quaresma (40 dias antes da Páscoa), a quadra da Páscoa, Pentecostes e o Tempo Comum, tempo da missão que se estende até o próximo advento.

Durante todo um ano revivemos a experiência do anúncio de Jesus Cristo na antiga aliança, sua encarnação, sua manifestação ao mundo, seu ministério de pregação, seu sacrifício, morte e ressurreição, o envio do Espírito Santo e a seus ensinamentos que nos conduzem à missão e o testemunho.

Todos os anos a liturgia é regida por um calendário diferente de leituras bíblicas que se renova trienalmente. Desse modo, a cada 3 anos lemos todos os domingos os principais textos do Antigo Testamento, Epístolas e Evangelhos (Mateus no ano A; Marcos no ano B; Lucas no ano C. O evangelho de João é distribuído ao longo dos três anos em domingos específicos). Desse modo, todos os domingos as leituras são diferentes e só serão repetidas dali a três anos.

Além disso, o calendário anglicano prevê a leitura completa da Bíblia durante dois anos, todos os dias, nos ofícios de Matinas (Oração Matutina) e Vésperas (Oração Vespertina), além de leituras específicas para as festas cristãs, dias de santos, dias de ritos específicos, etc.

Desse modo a pessoa que cultiva sua fé na tradição anglicana aprende a remir o tempo e organizar sua vida na perspectiva da eternidade.

O Hinário Episcopal é organizado de modo a acompanhar esse ritmo. Nas páginas abaixo você aprenderá os principais hinos da tradição anglicana, além de canções recentes que podem ser usadas na liturgia, de acordo com a aprovação dos respectivos bispos diocesanos.

Deixe o seu Comentário!

Deixe o seu comentário em baixo. Pode seguir os comentários através do RSS Feed.

Seja educado, não insulte e não faça offtopic. Obrigado.

Pode utilizar as seguintes tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog utiliza Gravatars. Se ainda não tem um, crie um em Gravatar.com.